A OBRA SILENCIOSA DE DEUS

15 agosto, 2007

Da série Lembranças……..

Nós sempre queremos ser os atores principais, nunca coadjuvantes. Queremos estar onde as coisas estão acontecendo, queremos ser as pessoas que estão fazendo. Queremos sempre chamar a atenção para nós. E na realidade, a boa atuação de um ator principal depende muito dos coadjuvantes que estão ao seu lado.O que precisamos compreender é que o ator principal na história da vida é Jesus e todos nós, sem exceção, somos coadjuvantes. – “convém que ele cresça e que eu diminua” – João 3:30.Estive refletindo sobre minha própria vida durante esses últimos dois meses, e confesso que me espantei com meus pensamentos. Não há nada de anormal nisso, afinal sou apenas um homem, falho e imperfeito. Mas o que me incomodou realmente foi a minha reação diante deles. Paralisia.O que pensei?Simples; em que eu estava trabalhando de concreto para a igreja, se estava encaixado ou não no sistema ou método de trabalho dela. E de repente percebi que minha vida devocional estava seriamente avariada. Bombardeada por excessos de horários ocupados, fadiga mental e problemas alheios.Minha reação imediata foi a paralisia. Estanquei por completo tudo que estava fazendo. Aí então veio a crise: “Mas eu não posso ficar parado, tenho que fazer alguma coisa para Deus”. Será que essa afirmação é correta?Logo na seqüência deste quadro montado, lembrei-me do texto em I Reis 19: 14 a 18, onde Elias questiona Deus de sua própria fidelidade com sua Obra e o trabalho anônimo realizado por ele. Como resposta Deus o informa sobre o que ele deveria fazer, aparentemente parece que Ele nem se deu conta da queixa do profeta. Mas lá no versículo 18, vem a resposta. Você não está só, há sete mil que não se dobraram.Isso me fez voltar as minhas reflexões.Comecei a pensar em quantas pessoas que estão literalmente trabalhando para Deus, longe das vistas dos homens, escondidos em florestas, aldeias e vilas. Longe das grandes mídias, sem acesso de canais de tv ou emissoras de rádio. Sem participarem de qualquer tipo de sistema, método ou estratégia eclesiástica, apenas “vivem” o evangelho.Não, eles não fazem parte de nenhum tipo de visão especial, chamado único ou coisa semelhante, apenas colocaram em prática o AMOR, indo em encontro de quem apenas precisava ouvir. Essa pra mim, é a verdadeira obra silenciosa de Deus, pois não sabemos quantos já se salvaram através destes heróis. Eles apenas aceitaram a condição de coadjuvantes, colocando o Senhor como ator principal.Para finalizar, gostaria de lembrar que mesmo os coadjuvantes recebem premiações no Oscar.Afinal nunca haveria um Batman sem o Alfred. (Batman Begins). Jamais Aragorn seria rei se não existissem hobits, anões, magos e elfos. (O senhor dos Anéis I, II e III) E Deus não irá nos deixar de fora desta festa, pois o prêmio que alcançaremos é superior a qualquer um destes de cinema.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: