O DESAFIO DE SER RESPOSTA DE DEUS PARA ESTA GERAÇÃO

15 agosto, 2007

Sessão vale a pena ler de novo……..

Um pouco antes de receber este tema como desafio (afinal, não sou escritor profissional), tinha assistido ao filme “A Ilha” com Ewan Macgregor, e o legal deste filme é justamente a apologia à capacidade humana de contestar, questionar. Em poucas palavras, Ewan é um clone chamado Lincon Six Echo, mas descobrimos isso quase na metade do filme e ele também. Ele e seus companheiros viviam confinados em um ambiente sem contaminação, iludidos por uma idéia apocalíptica de que um dia eles seriam levados para uma ilha, um de cada vez, através de um sistema chamado Loteria, lá era o único lugar na face da Terra que não estava contaminado (não fica muito claro que tipo de contaminação). Mas Lincon Six Echo questionava, interrogava e contestava, afinal ele queria saber a verdade sobre a vida dele, e ele era perseguido por isso. Vejam o filme para saber o resto da história. Nós cristãos somos esse tipo de pessoa. Questionadores e contestadores. Eu poderia ousar em dizer que o espírito da Reforma de Lutero é justamente a contestação. Veja bem, não é rebeldia, mas sim a ação de querer descobrir a verdade e depois de descoberta, viver através dela. Então seguindo esse raciocínio, antes de sermos resposta, devemos ser a pergunta. Ou melhor, devemos formar pontos de interrogação na cabeça desta geração. Devemos criar situações onde eles irão colocar seus questionamentos para fora e desta forma, contestar a realidade imposta pela mídia ou pela sociedade. Assim, desta forma podemos ser a resposta de Deus para Eles, pois eles terão procurado em vários locais, filosofias e pessoas, e não conseguirão ter respostas. Mas para isso devemos ter uma qualidade tão mais importante que a contestação: a santidade. Lutero não criou a verdade, ele a perseguiu até encontrá-la. Depois disso desejou que seus contemporâneos tivessem acesso a ela. Portanto, além da Reforma ele nos deixou o legado da primeira tradução da Bíblia para uma língua popular. Acredito que o processo mais urgente para cada um de nós, e para a igreja também, é justamente a busca pela Simples Vida Cristã. Isso não é uma visão ministerial, não é uma estratégia evangelística e nem uma nova igreja ou reforma. É apenas a volta do homem à intimidade com Deus. A pura e simples rotina cristã de oração, leitura bíblica, adoração e comunhão. Difícil? Talvez. Pois sempre queremos o caminho mais complexo. Mas se formos ver a vida de Jesus, era isso que Ele fazia. Tinha contato intimo com o Pai. Aliás, Jesus contestou e questionou a conduta da sociedade de sua época e fez muita gente repensar seus estilos de vida. Ele criou interrogações, mas não os deixou sem respostas. Ele é a resposta. No filme A Ilha, as pessoas eram bombardeadas com imagens e memórias coletivas, gerando uma conformidade ignorante. Mas uma única pessoa foi suficiente para contestar, descobrir e acabar com a farsa. Nada diferente do que acontece na realidade. Na reforma protestante, foi necessário apenas um homem, que se sentia bombardeado com mentiras, e isso gerou nele um desejo pela verdade. Deus não precisa de muito para mudar a história, basta alguns pontos de interrogação e algumas pessoas dispostas a respondê-los.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: